Páginas

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Twenty Eight


ㅤㅤㅤㅤEu não sei quando isso aconteceu, como foi que eu permiti que isso acontecesse... Mais em algum momento nas ultimas semanas as coisas saíram do meu controle. Eu tinha um objetivo claro e certo, e ainda tenho, mais quando olho adiante ele parece mais distante do que eu pensara. Eu revelei meus segredos, eu perdera tempo com coisas banais e estúpidas... Eu deixei alguém me atrapalhar. Era culpa dela... Da maldita humana do outro lado da porta.
ㅤㅤㅤㅤEu sabia o que devia fazer agora, eu sabia o que seria o certo... Eu tinha que dar meia volta, destrancar a porta e matá-la. Enterrar uma faca em seu coração até que ele parasse de bater, eu devia assistir enquanto ela morria e sorrir no final por me livrar de mais um problema em meu caminho, mais alguma coisa me impedia de fazer isso. A imagem da vida dela se esvaindo me incomodava profundamente, como se me arrastassem de volta ao inferno. Ela não era comum... Ela sabia meu segredo, sabia mais sobre mim do que qualquer um dia sonhou e mesmo assim ela ficava comigo, eu sabia que ela tinha medo, que tinha repulsa pelo que eu era e pelo que eu fazia, mais tinha algo mais lá no fundo... Algo que não era fruto dos meus dons.
ㅤㅤㅤㅤAgora mesmo, ela estava trancada, podendo ser morta a qualquer minuto e nem sequer uma vez ela implorara pra que eu a soltasse, ela simplesmente me fez uma pergunta e aceitou isso facilmente... Como ela conseguia? Acho que no fundo esse tinha sido o grande problema... Eu me deixei ficar interessado demais pelo mistério que ela representava, pelo fato de ela ser diferente das outras garotas... Ela me desafiou e isso me intrigou, me instigou... E agora eu tinha um grande problema, eu cometera um erro terrível... Ela despertara em mim coisas que eu julgava estarem mortas, algo além da raiva e do ódio... E isso me irritava. Mais sendo quem eu era, era muito mais fácil odiá-la e maltratá-la do que me importar.
ㅤㅤㅤㅤEspantei os pensamentos da cabeça... Eu não tinha tempo praquilo, pra me preocupar com idiotices... Eu ainda tinha um ritual pra terminar e pouco tempo pra isso. Eu perdera tempo demais essa semana e agora cada segundo era precioso.
ㅤㅤㅤㅤAfastei-me da porta, subindo as escadas apressado sem olhar pra trás e sai da mansão... Não demorei a encontrar o que eu queria, a escolhida da vez... Chelsea. Ela estava na praça, conversando com as amigas distraidamente, sorrindo contente, eu podia ouvir a conversa mesmo de longe e sabia que elas falavam sobre mim... Enchendo-me de elogios como se eu fosse alguma espécie de príncipe... Coitada, ela mal sabia o que a esperava.
ㅤㅤㅤㅤ__Oi__ sussurrei em seu ouvido, chegando por trás... Ela deu um salto com o susto e se virou de olhos arregalados pra me encarar, eu sorri largamente, o meu sorriso mais sedutor__ me desculpa, não queria assustá-la.
ㅤㅤㅤㅤ__Não, tudo bem__ ela abriu um sorriso afetado, os olhos brilhando enquanto me encarava.
ㅤㅤㅤㅤ__Vim te fazer um convite__ eu avisei, segurando sua mão e entrelaçando nossos dedos... As mulheres sempre se derretiam com coisas assim, os gestos mais simples. Seja um olhar, um toque despreocupado, algo que apesar de simples deixe claro que você se importa.
ㅤㅤㅤㅤ__Que convite?__ ela perguntou interessada, mordendo o lábio enquanto olhava nossas mãos juntas.
ㅤㅤㅤㅤ__Um jantar na minha casa hoje a noite__ eu disse com a voz mais sedutora que consegui__ um jantar romântico, só nós dois o que você acha?
ㅤㅤㅤㅤ__Eu ia adorar__ ela respondeu sem exitar.
ㅤㅤㅤㅤ__Ótimo, então na minha casa as oito__ eu disse e então me aproximei e encostei a boca em seu ouvido__ prometo que vai ser uma noite inesquecível.
ㅤㅤㅤㅤEla estremeceu levemente, a respiração vindo mais pesada e o coração acelerando... Tinha funcionado. Então me inclinei pra lhe dar um rápido beijo de despedida e me virei pra ir embora. Tinha que deixar tudo pronto pra que nada desse errado aquela noite. Assim, eu caminhei calmamente até em casa, porém no meio do caminho, quando atravessava a trilha, vindo do nada Wallace apareceu na minha frente, à cara fechada... Ele parecia irritado. Eu poderia ter simplesmente passado por cima dele, mais estava curioso pra saber qual era a graça da vez.
ㅤㅤㅤㅤ__Onde ela esta?__ claro que era isso... Exatamente como eu imaginei__ onde esta a Demi?
ㅤㅤㅤㅤ__Mais uma vez garoto, porque você acha que eu sei onde ela esta?__ sorri cínico cruzando os braços.
ㅤㅤㅤㅤ__Porque você não me engana__ ele respondeu simplesmente.
ㅤㅤㅤㅤ__Se você não sabe onde esta sua namoradinha, eu é que não vou saber__ dei de ombros.
ㅤㅤㅤㅤ__Eu sei o que você fez com ela__ ele cuspiu as palavras__ ela me contou.
ㅤㅤㅤㅤ__Jura?__ meu sorriso aumentou ainda mais e dei um passo à frente ficando cara a cara com ele__ ela lhe contou da maravilhosa semana que passamos juntos? Contou a você da incrível semana de prazer de que lhe proporcionei? Ela te contou como gemeu meu nome enquanto eu fodia ela?
ㅤㅤㅤㅤEu podia ter simplesmente deixado pra lá, mais eu queria vê-lo com raiva... Aquele garoto me tirava a paciência.
ㅤㅤㅤㅤ__Ela me disse que odiava você__ ele rebateu depois um longo minuto me encarando com raiva, ele estava vermelho.
ㅤㅤㅤㅤ__Disse mesmo é?__ eu ri.
ㅤㅤㅤㅤ__Disse sim, depois da noite que passamos juntos__ ele provocou, um sorriso nascendo em seu rosto__ você não soube aproveitar e ela correu pra mim, eu mostrei a ela o que é ser um homem de verdade. E ela mesma me garantiu que você não se compara a mim.
ㅤㅤㅤㅤFiquei parado um segundo o encarando, não precisava de tempo pra responder, mais me peguei viajando enquanto imaginava as várias maneiras de matá-lo ali mesmo, porque aquele último comentario me enfureceu absurdamente. Eu poderia quebrar o pescoço dele, seria fácil como partir um palito de dente... Eu poderia segurar a cabeça dele e tacar com força contra árvore até que seu crânio se partisse. Eu poderia lhe furar os olhos, arrancar fora a língua nojenta que ele tinha ou enfiar a adaga presa em meu sapato no seu coração de novo e de novo... Também podia cortar sua garganta e assistir enquanto o sangue jorrava... Todas eram ótimas opções.
ㅤㅤㅤㅤ__Sabe garoto, eu ainda não enchi você de porrada por respeito a Demi, porque eu sabia que ela não ficaria contente__ eu murmurei com minha voz divertida__ mais nos últimos dias andei pensando e percebi que eu não devo absolutamente nada a ela, por isso nada me impede de acabar com você.
ㅤㅤㅤㅤ__Ótimo, como ela não suporta você acho que não vai se importar se eu fizer isso__ ele disse antes de me dar um soco.
ㅤㅤㅤㅤEu nem me movi, o impacto de sua mão contra o meu rosto poderia ser comparado a uma borboleta pousando em minha mão, ou seja... Não era nada. Já ele sentiu a dor na mão, tanto que ficou a sacudindo com cara de dor. Só aquela cena deveria ter me satisfeito, mais a petulância dele já havia me tirado do sério... Ele ia me pagar por aquilo.
ㅤㅤㅤㅤ__Você não deveria ter feito isso garoto__ avisei.
ㅤㅤㅤㅤEle me olhou assustado, mais não teve tempo de fazer nada nem de desviar quando ergui a mão e soquei seu rosto... Ao contrário do que ele fizera, o meu soco fora tão forte que por pouco não deslocara o maxilar dele. Wallace se desequilibrou e caiu no chão sentindo dor, ele se encolheu cuspindo sangue e junto um dente que caíra. Eu não me dei por satisfeito e dei um belo chute em seu estomago, ele gemeu ainda mais, sufocando.
ㅤㅤㅤㅤ__Da próxima vez__ eu disse ameaçadoramente__ eu mato você.
ㅤㅤㅤㅤDeixei ele caído no chão gemendo de dor e segui meu caminho, respirando fundo pra espantar a raiva que me abatera. Eu não ia deixar aquele moleque estragar o meu dia, eu tinha muito que fazer ainda.
ㅤㅤㅤㅤPassei o meu tempo à tarde dando um jeito na casa, lhe dando um ar romântico... Preparei o jantar, depois fui tomar um banho e vestir uma roupa limpa, livre do sangue daquele pirralho metido. Quando acabei tudo que tinha pra fazer meus olhos se fixaram nas escadas que davam em direção ao porão... O silencio mortal que permanecera durante todo o dia estava me incomodando, eu sabia que isso deveria ser bom, mais eu sentia que se ela não desse um sinal de vida eu ia enlouquecer... Aquilo não era normal. Ninguém era assim tão calma.
ㅤㅤㅤㅤAntes que eu pudesse considerar a ideia de descer até lá a campainha tocou... Oito horas em ponto, sorri satisfeito olhando pro relógio, eu gostava de garotas pontuais... Odiava perder tempo. Abri a porta rapidamente, pondo meu melhor sorriso no rosto. Ela estava realmente linda, usando um vestido prata tomara que caia que lhe acentuava bem as curvas.
ㅤㅤㅤㅤ__Você esta linda__ elogiei lhe estendendo a mão pra lhe ajudar a entrar.
ㅤㅤㅤㅤ__Obrigada__ ela sorriu alegremente, feliz com o elogio.
ㅤㅤㅤㅤGuiei-a até a sala de jantar. Durante toda a noite enquanto comíamos, eu tinha que ficar escutando ela falar sem parar, contar toda sua vida__ como se eu me interessasse por aquilo, só queria enterrar a faca no peito dela e acabar com a tortura, mais ser simpático trazia mais benefícios__ eu escutava e sorria como se fosse à coisa mais interessante desse mundo, algumas vezes eu lhe acariciava, lhe tocava apenas porque sabia que isso a faria calar a boca e sempre funcionava. Nenhuma delas resistia... Bem, quase todas. Esse pensamento me causou frustração.
ㅤㅤㅤㅤAgradeci quando o jantar terminou, agora começaria a parte que eu apreciava.
ㅤㅤㅤㅤ__Quer conhecer meu quarto?__ eu perguntei baixinho em seu ouvido.
ㅤㅤㅤㅤ__Eu adoraria__ ela garantiu.
ㅤㅤㅤㅤSegurei sua mão e a levei comigo pro andar de cima, mais passei direto pelo meu quarto realmente e fui para o quarto de hospedes. Eu não gostava de levar nenhuma delas pra lá... Eu não mentira quando dissera que não valia a pena.
ㅤㅤㅤㅤ__Seu quarto é incrível__ ela comentou deslumbrada.
ㅤㅤㅤㅤ__Incrível é você__ eu murmurei e aproveitei pra revirar os olhos já que ela não me olhava, aquela garota estava me deixando tão entediado.
ㅤㅤㅤㅤEu não perdi mais tempo, só precisava fazer mais uma coisa antes de convencê-la ao sacrifício, uma coisa que nunca falhava. A puxei pra mim e a beijei com vontade... A garota correspondeu empolgada, nenhuma resistência... Fácil demais. Em poucos minutos havíamos nos livrado das roupas e afundei meu corpo no dela, deixando que o prazer afogasse todos os meus problemas e preocupações.



Ser mau pra mim a muito tempo se tornara tão fácil quanto respirar, era algo natural que não exigia nenhum esforço. Já ter sentimentos era algo absurdamente difícil e que incomodava profundamente. Eu tinha me esquecido como ter preocupações tirava o sono.



OoOoOoOoOoOoOoOoOoOoO

Heeeeey, Está ai o capitulo que eu prometi hoje :D . Espero que estejam gostando! Comentem, ok? 
Beijos.

4 comentários:

  1. primeiraa a comentar veey que phodaaaaaaaaaaaaaa
    posta meu anjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. huasuhsahua *----------*
      ok. Espero que esteja gostando.

      Excluir
  2. Aaaa muito show
    Continua ta perfeito
    Posta logo
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. *--------* Obrigada :D Fico feliz que esteja gostando *--------*

      Excluir