Páginas

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Chapter Seventeen


A presença de Crowley causava medo em qualquer um a qualquer hora. Não importava o corpo que ele possuísse, podia ser até mesmo uma doce garotinha, no momento em que ele entrasse na sala e olhasse pra você, qualquer vestígio de confiança de esvaia. A presença de Crowley intimidava até a mais terrível criatura, e não foi atoa que um enorme silencio se fez assim que ele entrou.
__Finalmente estamos todos aqui__ ele disse calmamente e com um sorriso educado__ uma bela reunião de família, quem diria hã? Vocês me deram tanto trabalho. Você Joseph, muito inteligente a ideia do feitiço pra me mandar de volta ao inferno... Criativo, devo admitir.
__Sabia que você ficaria impressionado__ eu teria sorrido se minha boca não doesse tanto.
__O que houve com você?__ ele perguntou me analisando curioso__ você está horrível.
__Desculpe__ Marcus disse envergonhado, aquela sua postura de durão desaparecera num piscar de olhos__ foi minha culpa Crowley, eu...
__Pare de se desculpar, eu odeio isso__ ele revirou os olhos__ ninguém mais encosta um dedo nele a partir de agora está entendido? Eu o quero vivo e perfeitamente consciente pra assistir o que vai acontecer daqui da pra frente.
Dizendo isso ele se virou pra olhar pra Demi, deu pra perceber que ela estava tremendo de medo, tentando segurar as lágrimas, eu fiz uma força enorme pra me manter calmo e não dizer nada que piorasse nossa situação ainda mais, eu tinha que ter paciência.
__Eu quero que ele veja o que vai acontecer com ela__ murmurou distraidamente se aproximando da cadeira de Demi__ a preciosa Demi, é bom finalmente conhecê-la, você é razão de muitos dos meus problemas.
__Eu nunca fiz nada pra você__ ela respondeu apesar do medo.
__Você estragou um dos meus homens__ a corrigiu__ apesar de fujão ele tinha concerto, eu ainda podia fazê-lo útil pra mim, mas você mudou isso. Bom truque esse seu, transformar um demônio em alguém com coração... De toda magia que vi essa é concerteza uma das melhores.
__Isso se chama amor, mas entendo que uma criatura desprezível como você não saiba o que é isso__ oh não Demi, está cometendo um erro provocando ele, eu gostaria de poder calar a boca dela. Se algo saísse errado no nosso plano concerteza sua morte seria mais dolorosa por tê-lo desafiado, ele nunca deixava nada barato.
__Amor__ ele deu uma pequena risada__ você é engraçada, é muito fofo que acredite nessas coisas, mais ainda é idiotice princesa. Amor é uma bobagem... Joseph sabe bem do que estou falando.
Ele deu as costas pra nós e virou sua atenção pra Melissa que se encontrava encolhida em um canto da sala.
__Melissa querida, pode me fazer um favor?
__Sim Crowley__ ela concordou.
Ele cochichou algo no ouvido dela, que logo assentiu e se retirou da sala.
__Rebeca__ ele pareceu finalmente notar a presença dela__ é bom te ver também, parece que escolhi a irmã errada pra estar ao meu lado, você é mais esperta do que eu supus.
__Eu prefiro morrer a trabalhar com você.
__Não se preocupe, seu desejo será realizado em breve, Amélia cuidará bem disso tenho certeza. Acho que não há mais motivos pra adiarmos o inevitável não é mesmo? Quero logo todo o poder que essa jovenzinha me proporcionará. Essas conversas não servem pra nada. Marcus... Desamarre a garota e traga-a até mim.
__NÃO, NÃO__ Demi se desesperou quando Marcus se aproximou da cadeira dela, não sei se estava fingindo, se realmente estava tão apavorada e muito menos se conseguiria fazer o que planejamos e isso não me agradava, não saber o que iria acontecer, não ter controle sobre nada.
__Lutar só vai piorar as coisas querida, fiquei quietinha e prometo que acabará logo.
Marcus a arrastou sem nenhum cuidado pra frente da sala aonde Crowley esperava e a entregou a ele, que a segurou pelos cabelos e a manteve bem junto de si, com um sorriso no rosto que me enfurecia mais a cada segundo que passava.
Percebi algo diferente na expressão de Demi e meus olhos desceram lentamente até suas mãos que ela cortara discretamente com a lâmina que Rebeca lhe dera, ninguém pareceu perceber, mas vi o liquido vermelho escorrer por seus dedos, manchando sua pele branca, ela deu um meio sorriso.
__Observe com atenção Joseph, esse showzinho é especial pra você__ Crowley provocou.
__ Ius est mihi omnis potestas invocabo__ Demi sussurrou.
__O que está fazendo?__ Amélia protestou__ cale a boca dela agora.
__ Accipio prorsus, qui me magiae parte facio ... Potentia, potentia__ não houve tempo, ela terminou de dizer as palavras que Rebeca lhe insinara... As luzes da sala se apagaram de repente, nos mergulhando em uma escuridão perturbadora por um longo minuto e quando voltou algo parecia diferente... Demi parecia diferente, ela era uma bruxa agora.
__O que você fez?__ Crowley puxou o cabelo dela com força.
__O ritual, Rebeca a ensinou como fazer... Ela é uma bruxa completa agora__ Amélia explicou.
__Não...
Sem pensar muito no que fazia Demi ergueu uma das mãos e deu uma cotovelada com toda sua força no rosto de Crowley, não era o suficiente pra machucá-lo, mas sim pra distraí-lo um instante, fazendo com que ele soltasse seu cabelo. Ela correu até Rebeca, que não sei como havia soltado suas mãos da corda e tinha agora o colar mágico verdadeiro em mãos. Demi deslizou no chão, e antes que qualquer um pudesse alcançá-la, ela entrelaçou suas mãos com as de Rebeca, segurando o colar com toda sua força.
__ Tibi omnia__ Rebeca girtou com toda sua força e então as coisas aconteceram mais rápido do que pude acompanhar, mas rápido do que eu imaginava, tudo desmoronou.
Um vento forte tomou conta da sala, pude ver alguns dos objetos em cima da mesa voando como se fossem feitos de papel, uma luz clara surgiu entre as mãos das duas e foi ficando cada vez mais forte, eu quase pudia ver a energoa fluindo entre elas, o poder saindo de Rebeca e indo diretamente pra Demi. Mas algo que não previamos aconteceu.
Crowley se recuperou do seu choque momentaneo, eu não o vi se aproximar estava perdido demais observando aquela luz brilhante e hipnotizante, mais quase pude sentir nos meus ossos quando ele enterrou a minha faca nas costas de Demi, quase pude sentir como se ele a tivesse enterrado bem no meu coração. A luz se apagou de repente, diminuindo até que não sobrasse mais nada e os olhos castanhos de Demi ficaram vazios, uma expressão de dor congelada em sua face de anjo.
__NÃO__ não sei de onde saiu aquela voz, não sei como arranjei forças pra gritar, mas consegui, a dor das feridas feitas por Marcus sumiu como se fossem insignificantes, e só restou desespero e uma dor insuportavel no meu meu peito enquanto eu a observava despencar no chão__ DEMI.
Ela não respondeu, não reagiu, houve um longo silencio enquanto todos olhavam assustados. Ela não respirava, seus olhos estavam abertos e sem vida... Ela estava morta, ela se fora por minha culpa, porque eu deixei acontecer, assim como fizera com Marie.
__Demi__ Rebeca se abaixou no chão ao lado dela__ o que você fez? Demi acorde.
__Ela não me servia pra mais nada__ Crowley deu de ombros despreocupado__ eu deixei bem claro as consequencias... Vocês não podem comigo.
__Não, não, não__ eu me sacudi na cadeira tentando me soltar mais era em vão__ Demi acorde, Demi.
__Ela está morta Joseph__ Crowley resmungou.
__E a culpa é sua__ Marcus disse rindo__ saiu melhor do que eu esperava.
__É uma pena que terei de arrumar outra bruxa pra sacrificar, mas valeu a pena... Que sirva de lição pra que aprendam a nunca brincar comigo, acharam mesmo que conseguiriam me derrotar?
__Demi__ eu continuei chamando mesmo que no fundo soubesse que ela não ia me responder__ Demi, por favor não faz isso comigo, acorda.
Meus olhos arderam, e senti algo quente e molhado escorrendo por meus olhos... Lágrimas, eu estava chorando, algo que não fazia a séculos. Nunca sentira uma dor tão insuportavel quanto sentia agora, talvez nem mesmo quando assisti a Marie morrer.
__Olhem só, ele está chorando__ Crowley disse rindo__ patético. Amélia, trate de concertar isso, arranje outra garota pro meu sacrificio não tenho tempo a perder, isso não estava nos meus planos.
__O que vai fazer com eles?
__Deixe que sofram um pouco__ ele respondeu__ depois podem resolver seus assuntos de familia, nenhum desses dois me interessa mais. Eu os quero mortos até o fim do dia, mas primeiro trate de resolver o meu problema.
__Sim senhor.
Eles sairam da sala e nos deixaram lá largados junto com o corpo. Marcus disse alguma coisa antes de sair da sala, uma piadinha supus, mas eu não escutei, não ouvia nem via mais nada, estava cego pelas lágrimas. Me sacudi freneticamente na cadeira tentando me soltar, Rebeca que estava livre veio até mim e me desamarrou, eu despenquei no chão sem forças, minhas pernas pareciam ter sido arrancadas e eu estava coberto de sangue. Juntei todas minhas forças e me arrastei até Demi, me sentando no chão e puxando seu corpo pra meu colo, a agarrando junto a mim.
__Faça alguma coisa__ Olhei pra Rebeca agoniado__ concerte isso, traga ela de volta.
__Não posso Joseph__ ela sussurrou lipando as lágrimas que desciam por seu rosto.
__Pode sim, traga ela de volta... Use seus poderes, sei que pode fazer isso__ eu implorei__ por favor Rebeca.
__Não Joseph, eu não posso__ ela negou__ a transferencia foi completada antes de Crowley a matar. Eu passei todos os meus poderes pra ela, sou só uma mortal agora, não tenho mais magia... Meus poderes morreram com a Demi, eu sinto muito.
A encarei por um longo minuto sem acreditar que aquilo estava acontecendo, eu tinha que ter ouvdido errado, aquilo não podia estar acontecendo, não comigo, não de novo.
__Diga que é brincadeira__ eu pedi.
__Su sinto muito, foi minha culpa, eu sugeri o plano... Eu...
__Não__ sacudi a cabeça negando__ eu não aceito isso, não, não.
Abracei Demi mais forte, eu nã oconseguia mais respirar, aquela sensação de sufoco era horrivel, agonizante, a ultima vez que chorara assim foi com Marie em meus braços, exatamente da mesma forma, morta, sem que eu pudesse fazer nada. De repente desejei nunca ter feito aquele bendito ritual, desejei nunca ter saido do inferno, qualquer tortura que eu sofrera lá era melhor do que a dor que eu sentia agora. Crowley estava certo no final, o amor era uma bobagem e só servia pra causar dor, eu tive que passar por isso duas vezes pra finalmente perceber.
__Está acabado__ Rebeca sussurrou__ eu sinto muito mesmo.
Afastei um pouco o corpo de Demi de mim pra olhar seu rosto, pálido e sem vida. Já sentira muita raiva em minha vida, mas nada comparada ao ódio que crescia em meu coração naquele momento.
__Eu sinto muito Demi__ sussurrei acariciando seu rosto__ eu prometi que ia te proteger e falhei, eu sinto muito, eu devia ter ficado longe de você, é minha culpa.
__Joseph... __ Rebeca estendeu a mão pra tocar meu ombro mas me esqueivei do seu toque.
__Eu te amo__ murmurei aquelas palavras sentindo meu coração se partir em mil pedacinhos pela segunda vez__ desculpe ter demorado pra dizer.
Juntei meus lábios nos dela uma ultima vez e depois deitei seu corpo cuidadosamente no chão frio da sala.
__O que vamos fazer?__ Rebeca perguntou.
Peguei a faca caida no chão e a segurei com força, ela reluzia com o sangue de Demi na lâmina e sorri, um sorriso diabólico e ensanguentado que fez Rebeca me encarar cheia de pavor. Eu ia matar todos eles, podia não sair vivo dali, podia estar todo machucado e a beira da loucura, mas eu levaria o maximo que podia deles comigo, eu os faria sofrer... Eles iam me pagar pelo que fizeram.

Fim do Capítulo



~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Então gente... o que acharam do capitulo? e.e .
Bom, espero que tenham gostado, mas acho que não né? Por causa disso que aconteceu x.x .
Mas enfim.. as coisas vão melhorar em breve u.u .
A fic só faltam 2 capitulos e o epilogo pra acabar(acho que é isso).
Eu sei que disse que ia postar ontem e não postei, mas antes de tudo eu quero me explicar. Eu não postei ontem porque eu tava terminando algumas coisas pro novo layout(foi o meu primeiro, por causa disso que não tanto bom assim), e tipo por isso que eu não postei, hoje eu ainda editei mais algumas coisas e tem mais alguns detalhes pra serem editados. Então... é isso u.u . Me desculpem, mas acho que foi por uma boa causa né? x.x .
Beeeeeeeeeeijos e comentem! (Vou tentar responder todos os comentarios hoje de noite)

6 comentários:

  1. aai meu deus,demi não pode morrer,
    não agreditoooooo.
    posta logooo,
    to muitooooo curiosaa,
    beijos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. logo as coisas irão se resolver u.u .
      em breve postarei u.u .
      beeeeeeijos.

      Excluir
  2. Mano a garota que me mudou se chamava Rebecaa, saudades dela kkk
    posta!kkk

    ResponderExcluir
  3. Véiii a demi não não nãoooo pq? pq?
    Joe ressusita ela
    Ela é muito nova pra morrer hihi'
    Ta perfeito
    Posta logoo
    Beijos gatinhaa fofa!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois é D: .
      hehe.
      obrigada *O*
      Beeeeeeeeeeijos cupcake <3

      Excluir