Páginas

sábado, 12 de janeiro de 2013

Chapter Fourteen (Desculpas)

Oi gente, vocÊs devem estar me achando uma maluca. Capitulo 14 de novo? Mais a verdade é a seguinte: Eu postei o capitulo trocado ¬_¬ . Mil desculpas pessoal!D: Tipo o outro capitulo era o 15 e esse que deveria ter sido o 14! Então me desculpem. sério :c isso nunca mais vai se repitir ok? D: .


Abri os olhos devagar, me espreguiçando e me sentindo estranhamente bem... Na verdade bem não era a palavra certa a se utilizar, eu me sentia ótima, fantástica, maravilhosa. Sorri enquanto memórias da noite passada invadiam minha mente, Joe do meu lado, ele dormira ali comigo, me abraçando a noite toda. Não tínhamos dito muita coisa depois daquilo, mas palavras não foram necessárias.
__A visão do paraíso__ o som daquela voz espalhou arrepios por todo meu corpo.
Sentei-me na cama, eu estava nua sobre os lençóis e Joe estava sentada em uma poltrona no canto do quarto apenas me observando com aquele sorriso que eu adorava e sentia tanta falta.
__Bom dia__ sorri, o maior sorriso que eu dava desde que tudo virou de pernas pro ar.
__Bom dia__ ele respondeu e percebi seus olhos vagando por meu corpo de forma maliciosa__ dormiu bem?
__Muito bem__ confessei corando__ eu volto já.
Levantei-me, me enrolando no lençol e corri pro banheiro, eu tinha que dar um jeito na minha aparência e aquietar meu coração antes de conversar com ele e encarar o que quer que o dia me reservasse. Era só o Joe, não havia motivos pra ficar nervosa, até parecia que era nossa primeira vez... Bem, de certa forma era. Sai do banheiro de uma vez antes que começasse a pirar, mas ele não estava mais no quarto.
Encontrei minha roupa largada no chão, vesti o short do meu pijama e a blusa de Joe, só pra sentir o cheiro dele, como se ele ainda estivesse ali me envolvendo e então sai do quarto indo procurar por ele. Joe e Rebeca estavam em pé na cozinha de frente pro balcão conversando e pareciam muito concentrados em alguma coisa. Joe estava usando apenas sua calça e tinha uma xícara de café na mão enquanto apontava pra alguma coisa sobre o balcão.
__O que estão fazendo?__ perguntei curiosa.
__Oh, bom dia Demi__ Rebeca sorriu pra mim__ temos novidades.
__Bom dia__ Joe sorriu pra mim, foi um sorriso um pouco tímido mas eu gostei de como pareceu__ você dormiu bem?
__Já me perguntou isso__ eu comentei.
__Não, não perguntei__ ele me encarou confuso.
__Claro que sim, lá em cima no quarto, você... __ eu me interrompi por um momento enquanto pensava.
__Eu estava aqui com a Beca desde cedo, não tinha te visto ainda hoje Demi.
Foi quando entendi o que aconteceu, eu tinha tido uma alucinação e nem sequer havia percebido isso. Eu podia ver aquilo que Rebeca havia me explicado, eu estava chegando naquele ponto, em que não conseguia distinguir o real do imaginário, estava ficando mais difícil.
__Demi, você está bem?__ Joe chegou um pouco mais perto, parecia com receio de me tocar.
__Só acordei meio confusa__ forcei um sorriso__ não foi nada, acho que foi o sono.
__Ele não te deixou dormir é?__ Rebeca comentou rindo.
__Rebeca__ a encarei de olhos arregalados, ficando totalmente vermelha. Joe apenas riu.
__O que foi? Eu estou feliz que as coisas estejam dando certo pra vocês de novo__ ela comentou__ mas temos que nos concentrar nas novidades aqui.
__Estamos trabalhando em teorias e planos, vem aqui__ Joe estendeu a mão pra mim e eu a segurei, sentindo um formigamento na ponta dos dedos.
Aproximei-me do balcão, tentando controlar meus batimentos cardíacos.
__Então, qual é o lance?
__Acho que sei exatamente o que aconteceu no dia em que fugiram__ Rebeca disse me mostrando o colar__ Amélia sabe que eu tenho esse colar, ela já o viu há muitos anos, mas nunca o tocou e nem soube onde eu o escondi. O mais provável é que ela sabia que eu ia recorrer a ele, ela conhece o seu poder e também sabia que vocês estariam comigo.
__Resumindo, nós a levamos exatamente onde queria__ Joe disse.
__Acha que ela nos deixou fugir pa nos seguir e encontrar o colar?
__Eu sei que foi isso. E eu e Joe vimos uma movimentação lá fora.
__Acha que eles estão lá fora?__ me alterei.
__Mas não podem entrar e nem vão, estão esperando o momento certo.
__Como assim o momento certo?
__Quando Crowley retornou do inferno ele estava fraco, precisa de uns dias pra recompor antes de poder fazer o ritual final, e ele ainda precisa dos noventa e nove sacrifícios que ele não conseguiu tirar do Joseph. Ele provavelmente deve estar atrás de outro demônio.
__Acha que existe outro que conseguiu chegar tão longe?
__Pelo menos perto, de uma forma ou de outra Crowley sempre consegue o que quer.
__Então... Qual o plano?
__Primeiro, temos que achar um jeito de eles pegarem o colar.
__Você é louca?__ a encarei assustada.
__Não o verdadeiro, uma cópia barata que eu vou dar um jeito de fazer, só pra que eles achem que estão no controle... Escute Demi, você provavelmente não vai gostar disso, mas não podemos mais fugir nem nos esconder, temos que lutar. Precisamos sair dessa casa e acabar com eles, enganá-los no seu próprio jogo como fizemos a primeira vez com Crowley.
__Quer dizer fingir que vamos nos entregar e então apunhalá-los pelas costas?
__Exatamente.
Parecia uma ideia, isso é claro até alguma coisa dar errado. Tivemos sorte da primeira vez conseguindo mandar Crowley pro inferno, quem garante que conseguiríamos de novo? O único jeito de acabar de vez com essa confusão é matando Crowley, mas como conseguiríamos fazer uma coisa assim, ele é praticamente invencível, se tem uma fraqueza não faço ideia de qual seja.
__Temos que conversar sobre os seus poderes, eles podem ser de grande ajuda__ Rebeca disse.
__Você disse que eu não poderia usar todo o meu potencial ou seria morta por ser uma inútil.
__Você não pode usá-los antes da hora certa.
__Aonde quer chegar Beca?__ Joe perguntou confuso.
__Eu tenho um plano, mas... Acho que nenhum de vocês dois vai gostar muito.
__Eu aposto que não__ fiz careta já imaginando o que viria a seguir.
__Qual é o pla...
Joe se interrompeu no meio da frase, fez uma careta como se estivesse sentindo dor.
__Joe, ta tudo bem?__ perguntei preocupada.
__Minha cabeça dói__ ele disse se escorando no balcão e fechando os olhos com força.
__Joe...
__Droga minha cabeça__ ele pos a mão na cabeça e se encolheu no chão sentindo dor, eu entrei em desespero__ minha cabeça dói, me ajuda.
__Rebeca o que está havendo com ele?
__Está acontecendo__ ela deu um meio sorriso.
Joe desmaiou na minha frente depois de contorcer de dor, o segurei assustada, mas Rebeca não pareceu se importar com aquilo, qual era o problema dela?
__O que está acontecendo?__ gritei assustada__ o que fez com ele?
__Nada querida__ ela disse calmamente__ são só as memórias dele voltando.
__O que?
__É doloroso Demi, é muita coisa pra ele processar de uma vez, ele vai ficar bem... O provável é que ele tenha lembrado de tudo quando acordar, eu já esperava por isso.
Olhei pra ela e depois pro Joe caído não chão, não sabia se chorava ou se sorria. Mas nada de criar esperanças, eu só ia esperar que ele acordasse e que tudo estivesse bem.
Enquanto esperávamos Rebeca me contou com detalhes todo o seu plano e ela tinha razão, eu não gostei nenhum pouco embora devesse admitir que era nossa melhor opção, pelo menos eu não tinha uma ideia melhor e fugir estava fora de cogitação.
__Você acha mesmo que isso pode dar certo Rebeca?
__Eu acho que não temos escolha e que já superamos muita coisa até aqui.
__Ok, eu queria que o Joseph estivesse aqui pra dizer o que acha.
__Ele odiaria tenho certeza, nada que ponha você em risco iria agradá-lo, ai vocês discutiriam e você tentaria convencê-lo, no final iam acabar transando e tentaríamos meu plano maluco.
__É__ eu ri concordando__ seria exatamente assim.
Olhei pra ele que ainda estava desacordado. Não sabia o que aconteceria quando ele acordasse e nem criava expectativas, de uma forma ou de outra, eu não estava sozinha nessa. Íamos dar um jeito.
__Vamos por o nosso plano em prática assim que ele acordar, vamos precisar dele.
__Tudo bem, eu acho que vale a pena tentar.
Ficamos sentadas em silencio por um bom tempo, não sei quanto exatamente, eu só queria pensar um pouco na confusão que era minha vida. Em alguns dias eu podia ou não morrer, em alguns dias podíamos ou não ser livres, só havia duas opções... Morrer ou vencer. Íamos saber em breve qual das duas. Depois de longas horas de espera Joe finalmente acordou. Meu coração parou de bater por um momento quando ele me encarou.

Fim do Capítulo


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Então pessoal... eu expliquei tudo la em cima! Me desculpem sério! Isso nunca aconteceu comigo antes e espero que nunca acontessa de novo. Não sei o que deu em mim. Sério! Mais efim... espero que vocês tenham gostado *O* . Comentem ok? Beeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeijos ( depois eu respondo os comentarios e um outro dia(quando tiver meu note de volta com os links salvos nele) eu passo meu primeiro selinho que eu ganhei *OOOOO*).

6 comentários:

  1. você acredita ,que eu nem percebi,que o capítulo tá trocado,eu pensei que depois da noite deles,o joe acordou e se lembrou da demi,kkkkk.
    mais com esse,deu um charme no capítulo.tá perfeito lindaaa,posta logo,
    viu.
    beijos ..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois é. quando eu fui postar tbm nem me toquei x.x .
      Beijooos

      Excluir
  2. Aaaa agora eu entendii
    Eles são tão fofos
    Tadinho do Joe
    Ja ta acabando a fic =(
    Enfim Posta logooo amore
    Beijinhos gatinha linda =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu disse u.U .
      pois é :c
      Beeeeeeeeeeeijos brigadier *O*

      Excluir
  3. ~ Oi =3
    Pode me ajudar votando no meu blog "Web's Of Love" em um concurso? Fico agradecida.
    Blog do Concurso: chassy-bomb(.)blogspot(.)com
    Beijos =3

    ResponderExcluir